Pular para o conteúdo
12/06/2010 / Marcio Kohara

Briga de torcidas – especial Copa do Mundo

Imagine-se na seguinte situação. Você torce para um time A qualquer de futebol que disputa um campeonato X -pode ser o brasileiro, por exemplo. Seu time perde para o time B, rival regional de seu time e que tem vários torcedores em seu raio de amizades. Certamente, seus colegas de escritório, sala de aula, chefe, professor, amigo, etc. torcedores do time B certamente irão tirar um sarro da tua cara, certo? E, obviamente, você não vai gostar, podendo partir para o confronto -ou simplesmente ter que engolir a sua raiva, pulando sobre as suas calças, por exemplo.

Na Fórmula 1 a situação pode ser um pouco diferente, já que nem todos se ligam tanto no esporte bretão -afinal, suas prioridades são outras. Mas, é balela este negócio de que ninguém na F1 liga pra Copa do Mundo ou futebol. Apenas depende do resultado final do jogo. Como diz Bono Vox na propaganda da ESPN, a cada quatro anos, temos um mês em que todos concordam em tudo apesar das discordâncias em todas as outras áreas. É o mês da Copa.

Num levantamento inútil que certamente mudará a sua vida, vamos analisar as chances de confrontos dentro das escuderias, que, no fim das contas, é o equivalente para os pilotos da nossa sala de aula, do nosso escritório… Aqui considero as nacionalidades dos pilotos, o chefe de equipe, a nacionalidade da fábrica de motores e a sede da equipe (que acaba sendo a nacionalidade da maior parte dos mecânicos).

McLaren (ING)

Sede: Inglaterra – Motor: Mercedes (ALE) – Chefe: Martin Whitmarsh (ING) – Pilotos: Jenson Button
 (ING) e Lewis Hamilton (ING)

Apesar da regra não ser esta, temos na Mclaren uma equipe quase totalmente unida na torcida pela equipe de Fábio Capello. O pessoal alemão de apoio da Mercedes pode até tentar tirar um barato se a empreitada do English Team não der certo, mas serão ampla minoria dentro da equipe.

De toda a forma, o caminho é o seguinte: Se na primeira fase terão vida sem maiores problemas, Inglaterra (grupo C) e Alemanha (grupo D) podem se encontrar logo nas oitavas (se uma das duas seleções tropeçarem e ficarem em 2º em seus grupos). Caso contrário, seus caminhos encontrariam num eventual 7º jogo, que poderia ser a final, no dia 12/07 (dia do GP da Grã Bretanha, por sinal), ou na disputa de 3º lugar, um dia antes.

Mercedes GP (ALE)

Sede: Inglaterra – Motor: Mercedes (ALE) – Chefe: Ross Brawn (ING) – Pilotos: Michael Schumacher
 (ALE) e Nico Rosberg (ALE)

Apesar da dona da equipe, a dupla de pilotos e a turma dos motores ser totalmente alemã, o chefe de equipe e o corpo de mecânicos é inglês. Situação do confronto descrita na Mclaren.

Red Bull Racing (AUT)

Sede: Inglaterra – Motor: Renault (FRA) – Chefe: Christian Horner (ING) – Pilotos: Sebastian Vettel
 (ALE) e Mark Webber (AUS)

O maior potencial de confusão da categoria. Ok, a Áustria de Dietrich Mateschitz não chegou à Copa, ficou em 3º num grupo que tinha Sérvia e França. Não que seja uma novidade para o país alpino, já que desde 1998 os austríacos não chegam à Copa do Mundo. Mas a Alemanha de Vettel e a Austrália de Webber sim, e pior, no mesmo grupo D. As duas seleções se enfrentam no domingo, jogo que começa logo depois da corrida de Montreal. Se as duas passarem de fase (a Alemanha é favorita, a Austrália é uma zebra), só se enfrentariam no 7º jogo.

A França dos motores Renault está no grupo A e a Inglaterra do chefe de equipe e dos mecânicos está no C.

Peguemos a Inglaterra como base dos confrontos. Entre ela e os times do Grupo D é o explanado acima no caso da Mclaren. Contra os franceses, caso os dois passem em 1º na chave e derrotem seus adversários nas oitavas, seria numa quarta-de-final no dia 02/07. Se um passar em 1º e o outro em 2º, só numa eventual final.

Entre França e o time do grupo D, pode se encontrar nas quartas se um for 1º e o outro 2º em seus grupos. Se não, só na final.

Scuderia Ferrari (ITA)

Sede: Itália – Motor: Ferrari (ITA) – Chefe: Stefano Domenicali (ITA) – Pilotos: Felipe Massa (BRA) e Fernando Alonso (ESP)

Se há uma escuderia bem cotada quando o negócio é futebol, esta é a Ferrari. Afinal, seus integrantes todos vêem de locais em que se gosta de jogar e acompanhar o esporte bretão. Itália e Brasil são as duas seleções com mais títulos em Copas do Mundo, e a Espanha de Fernando Alonso surge como uma força ascendente do futebol mundial.

Vamos lá. A Itália faz parte do Grupo F, enquanto o Brasil está no G e a Espanha no H. Brasil e Espanha podem se cruzar logo nas oitavas se um deles bobear e ficar em 2º e o outro não em seus respectivos grupos. Se não, só no 7º jogo.

Já a Itália cruza o caminho da Espanha se ambas ficarem em 1º em seus grupos. Se a Itália bobear e passar em 2º, com as outras seleções passando em 1º, cruza o caminho do Brasil nas 4ªs. O inverso é válido também.

Williams (ING)

Sede: Inglaterra – Motor: Cosworth (ING) – Chefe: Frank Williams (ING) e Patrick Head (ING) – Pilotos: Rubens Barrichello (BRA) e Nico Hulkenberg (ALE)

O confronto entre alemães e ingleses se repete novamente por aqui. E, mais uma vez, os germanicos são minoria… Enfim, a situação está ilustrada no post da Mclaren.

Já os caminhos de Brasil e estas duas seleções só se cruza numa semi-final. Se todos passarem de fase em 1º (ou todos em 2º), o caminho do Brasil trás a Inglaterra numa semifinal e a Alemanha na final ou 3º. Se ou Brasil ou Alemanha e Inglaterra bobearem, inverte a ordem (Alemanha na semi e Inglaterra na final).

Renault F1 (FRA)

Sede: Inglaterra – Motor: Renault (FRA) – Chefe: Eric Boullier (FRA) – Pilotos: Robert Kubica
 (POL) e Vitaly Petrov (RUS)

Antes de qualquer coisa, vale o lembrete. Sim, a sede da equipe Renault é na Inglaterra, da mesma forma que a Mercedes também está sediada na Inglaterra (herança das antecessoras, Toleman e BAR, no caso). E… Entre os pilotos, é a única em que nenhuma das seleções da dupla de pilotos chegou à Copa. A Polônia de Kubica não chegou à Copa depois de duas classificações consecutivas -sua geração ficou envelhecida e não conseguiu o mesmo sucesso das anteriores. Fez uma campanha sofrível, ficando em 5º num grupo de 6. Já a Rússia de Petrov foi a grande decepção das eliminatórias europeias, perdendo a vaga para a seleção da Eslovênia na repescagem -depois de chegar às semifinais da Eurocopa de 2008. Craques como Arshavin e Pavlyuchenko ficaram de fora da Copa.

Entre França e Inglaterra, a situação está detalhada no texto da babilônica Red Bull.

Force India (IND)

Sede: Inglaterra – Motor: Mercedes (ALE) – Chefe: Vijay Mallya (IND) – Pilotos: Adrian Sutil (ALE) e Vitantonio Liuzzi (ITA)

A Índia é o 2º país mais populoso do mundo. Porém, o futebol não é exatamente um esporte popular -o mais populares são o criquete e o hockey na grama- e os Bhangra Boys estão entre os piores do mundo. É apenas a 133ª  seleção do mundo, segundo o famigerado Ranking da Fifa. Nas eliminatórias asiáticas, os indianos perderam para o Líbano (!) na 1ª fase eliminatória, disputada em outubro de 2007 (!) e ali terminou o sonho indiano de chegar à Copa. Assim, Vijay Mallya não deve estar tão preocupado com a Copa.

Como grande parte das equipes, a FI é sediada na Inglaterra, a situação está ilustrada na Renault. Portanto, grande parte da sua força de trabalho é desta nacionalidade. E Adrian Sutil é filho de pai uruguaio, mas já deu declarações dizendo que torce pela seleção alemã, sua terra natal. Tudo isso colocado em pratos limpos, podemos seguir.

Os caminhos de Inglaterra e Alemanha são os ilustrados no texto da Mclaren, vale a pena lembrar.

Já a Itália de Liuzzi cruza os caminhos de Inglaterra e Alemanha apenas na semi-final. Os caminhos de Itália e estas seleções só se cruzam numa semi-final. Se todos passarem de fase em 1º (ou todos em 2º), o caminho da Azzurra trás a Alemanha numa semifinal e a Inglaterra na final ou 3º. Se ou Brasil ou Alemanha e Inglaterra bobearem, inverte a ordem (Inglaterra na semi e Alemanha na final).

Scuderia Toro Rosso (ITA)

Sede: Itália – Motor: Ferrari (ITA) – Chefe: Franz Tost (AUT) – Pilotos: Sebastian Buemi (SUI) e Jaime Alguersuari (ESP)

A situação da Áustria de Franz Tost já foi explicitada no texto da equipe mãe (Red Bull). E, curiosamente, como acontece na equipe mãe, há um confronto entre as nações dos dois pilotos na 1ª rodada da 1ª fase. A Suíça de Buemi e a Espanha de Alguersuari -ambas no Grupo H- se enfrentam na próxima 4ª -dia 16.

Os caminhos dos times do grupo H se cruzam com os da Itália natal da equipe de Faenza nas 4ªs de final se uma das seleções do grupo H e a Itália passarem na 1ª posição. Se não, apenas no 7º jogo.

Lotus Racing (MAL)

Sede: Inglaterra – Motor: Cosworth (ING) – Chefe: Tony Fernandes (MAL) – Pilotos: Jarno Trulli (ITA) e Heikki Kovalainen (FIN)

A seleção da Malásia é ainda pior do que a seleção da Índia. É a 146ª colocada no famigerado Ranking da Fifa. Nas eliminatórias asiáticas, os malaios pegaram o Bahrein(!) na 1ª fase eliminatória, disputada em outubro de 2007(!) e ali terminou o sonho malaio de chegar à Copa… Apesar da ruindade de seus jogadores, o futebol consta como um dos mais populares do país asiático, juntamente com o Badminton. Tanto que Tony Fernandes estava vendo a partida abertura da Copa e fazendo comentários no Twitter ao invés de acompanhar a Lotus no primeiro treino livre para o GP do Canadá…

A Finlândia não é tão ruim assim, ficou em 3º num grupo que tinha Alemanha e Rússia. Os Huuhkajat (as corujas) estão em 52º  no Ranking da Fifa, mas nunca se classificaram a uma grande competição do futebol (Copa do Mundo ou Eurocopa). Mas a grande força dos finlandeses está no hóquei no gelo -esporte em que fazem parte da nata do esporte.

Já os caminhos da Inglaterra dos mecânicos e da Itália de Jarno Trulli estão ilustrados no texto da Force India.

Hispania Racing (ESP)

Sede: Espanha – Motor: Cosworth (ING) – Chefe: Colin Kolles (ALE) – Pilotos: Karum Chandhok (IND) e Bruno Senna (BRA)

A ruindade da Índia no futebol já foi explanada no texto sobre a Force India. Sobre o confronto entre Inglaterra e Alemanha está no da Mclaren, o confronto do Brasil contra estas duas equipes está no texto da Williams e o confronto entre Brasil e Espanha está no da Ferrari.

O caminho de Espanha contra Inglaterra e Alemanha é parecido com o do Brasil. Só se cruza numa semi-final. Se todos passarem de fase em 1º (ou todos em 2º), o caminho da Espanha trás a Alemanha na semifinal e a Inglaterra na final ou 3º. Se ou Espanha ou Alemanha e Inglaterra bobearem, inverte a ordem (Inglaterra na semi e Alemanha na final).

Sauber F1 (SUI)

Sede: Suíça – Motor: Ferrari (ITA) – Chefe: Petter Sauber (SUI) – Pilotos: Pedro de la Rosa (ESP) e Kamui Kobayashi (JAP)

Os caminhos de Itália, Espanha e Suíça estão costurados no texto da Toro Rosso.

O Japão de Kamui Kobayashi está no grupo E. Não é das favoritas, longe disso -se passar de fase é uma zebraça-, mas melhorou bastante nos últimos tempos, tanto que desde 1998 não fica de fora de uma Copa. Caso consiga passar do grupo que tem Holanda, Dinamarca e Camarões, pode enfrentar a Itália já nas 8ªas caso passe em 2º e os italianos passem em 1º. Se passarem na mesma posição, só no sétimo jogo (final ou 3º).

Já os dos Samurais Azuis e de Espanha e Suíça se cruzarão apenas nas 4ªs de final se passarem em posições diferentes (1º e 2º) e só no sétimo jogo se passarem em posições iguais.

Virgin Racing (ING)

Sede: Inglaterra – Motor: Cosworth (ING) – Chefe: John Booth (ING) – Pilotos: Timo Glock
 (ALE) e Lucas di Grassi (BRA)

Os caminhos de ingleses, alemães e brasileiros está cruzado no texto da Williams.

2 Comentários

Deixe um comentário
  1. Magnum / jun 12 2010 2:18 pm

    Que salada, mistura de copa com F1! Hehe, é como eu tava falando hoje com o barbeiro: Se fizerem pesquisa eleitoral por esses dias, as pessoas vão responder “Messi”, ou “Cristiano Ronaldo”, ou “Kaká”… achando que o candidato em questão é o candidato a melhor da Copa 😀

    Mesmo assim, muito divertida sua análise, dá pra saber em quais equipes vai ter mais choradeira este mês 😀

    • mkohara / jun 16 2010 3:40 pm

      Valeu Magnum!

      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: