Pular para o conteúdo
07/07/2010 / Marcio Kohara

Silly Season – atualização de meio de temporada – pilotos

Com o GP da Grã Bretanha, chegamos à metade da temporada 2010 (nona etapa de 19). Neste momento, no ano passado, a Silly Season estava apenas no seu aquecimento, na espera da definição do futuro da categoria -o último GP bretão foi marcado pelo anuncio da cisão da categoria em duas (F1 e FOTA), lembra? Mas a edição deste ano da dança das cadeiras parece que será bem tranquila, pelo menos entre as principais equipes da categoria. Com o anuncio da extensão dos contratos de Mark Webber e Felipe Massa, todas as três principais equipes já estão com os seus futuros decididos desde o começo de junho, o que é bem raro na F1. Tanto Mclaren segue com Jenson Button e Lewis Hamilton, Ferrari segue com Massa e Fernando Alonso e Red Bull segue com Webber e Sebastian Vettel.

A Mercedes, teoricamente, segue com Nico Rosberg e Michael Schumacher em 2011. A situação de Nico dependeria de uma cláusula de performance, mas a princípio parece não haver problemas com sua renovação. Mas os pífios resultados do hepta-campeão mundial nesta temporada levantam a possibilidade de um novo adeus no final do ano. Por enquanto é uma possibilidade um tanto remota, sem fundamentação científica, mas se ele realmente decidir pendurar o capacete no final do ano, uma vaga na equipe se abrirá. E Robert Kubica seria o homem a substituí-lo.

Kubica? A princípio, o polonês teria a sua renovação encaminhada com a Renault e a opção seria da equipe dependendo dos resultados -que estão sendo satisfatórios neste ano. Mas existe a possibilidade de uma contratação a peso de ouro por parte da Mercedes, com pagamento de multa e afins. Se isso vai acontecer? Acredito que não. Kubica segue na Renault -e eu não ficaria surpreso se os franceses/luxemburgueses seguissem com Petrov como seu companheiro.

Quanto a Force India, parece que Adrian Sutil tem cadeira cativa na equipe de Vijay Mallya. Justo, já que é um piloto rápido e que, a cada ano que passa, tem melhorado seus resultados. Por outro lado, é um piloto que carrega o estigma de ter crescido junto com a equipe e, por enquanto, ainda não parece ter conquistado a confiança dos outros chefes de equipe para subir mais um degrau em sua carreira -que é ir para uma equipe melhor estruturada. Já Vitantonio Liuzzi tem contrato por mais um ano com a equipe, e parece que irá cumpri-lo como piloto titular da equipe.

A última preocupação da Williams são os seus pilotos. Problemas com patrocinadores -parte consideravel deles deixam a equipe no final deste ano- e uma tentativa de mudança de motores para 2011 buscando crescimento -troca dos fracos Cosworth para os Renault- seriam as principais intenções da equipe para o ano que vem. A sua dupla de pilotos é bem sólida e complementar, com um piloto extremamente experiente de um lado e um talento a ser lapidado do outro. Enfim, seria uma surpresa se a Williams decidisse mudar Rubens Barrichello e Nico Hulkenberg para 2011…

Entre as novatas, a Lotus deve manter a sua dupla e o seu conjunto mecânico para a próxima temporada. A Virgin também, mas apenas Timo Glock está garantido para 2011 -Lucas di Grassi ainda não tem situação tão confortável. Sauber e Hispania ainda não tem muitas novidades. A última coisa para se pensar seria a próxima temporada e os pilotos que estarão lá. A Sauber, para esta temporada, está garantida com o dinheiro dado pela FOM referente ao campeonato de construtores passado, mas 2011 ainda é uma incógnita. Teoricamente, mantem conversações com a ART para uma futura fusão. E a Hispania tem um chefe de equipe e um projetista conhecidos no mercado -Colin Kolles e Geoff Willis-, mas partirão do zero em 2011 -já que não contam mais com a parceria com a Dallara. E, ainda falando em teoria, não teriam dinheiro para terminar o ano, e Bernie Ecclestone teria sido acionado para dar uma mão aos espanhóis.

Ainda há o processo de escolha para a 13ª equipe, mas ainda não está definido. Sabe-se que as inscrições terminaram no dia 21 de junho e que, segundo a imprensa italiana, 15 equipes teriam feito as suas insrições. Mas ainda não há uma decisão.

EDIT (11h40, 07/07): Na manhã desta quarta caiu mais uma peça do dominó da (não) dança das cadeiras dos pilotos para 2011. A Renault anunciou que Robert Kubica renovou o seu contrato com a equipe por mais dois anos. Parecia um movimento lógico, visto que nem os franco-luxemburgueses teriam motivos para mandá-lo embora depois da ótima meia temporada do polonês, nem Kubica teria motivos para trocar o certo pelo duvidoso depois de um ano ruim pela BMWSauber.

A tendência, daqui para a frente, é as peças irem se assentando, com confirmações dos mais diversos lados. Mas tudo indica que teremos uma temporada tranquila no mercado, com poucas mudanças de equipes entre os pilotos -sendo o foco das novidades as novas equipes. Os eventuais substitutos de Hispania e Sauber, a 13ª equipe e o futuro da Toro Rosso, que, por enquanto, ainda inspira dúvidas.

3 Comentários

Deixe um comentário
  1. Ron Groo / jul 7 2010 3:52 pm

    Bem, com a Ferrari tudo é possivel. Mesmo renovando com Massa é bom lembrar que eles são bons em rasgar contrato. Vide Kimi…

    • mkohara / jul 8 2010 1:25 am

      É que não teria lógica assinar um contrato e rasgar ele depois… Mas enfim…

Trackbacks

  1. Silly Season – MotoGP [parte 1] « Col de Turini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: