Pular para o conteúdo
18/12/2010 / Marcio Kohara

Desenvolvendo o programa Mini – com um brasileiro?

Bom, no último texto da atualização de mercado do WRC, ficaram alguns buracos no flanco do programa de consumidores da Mini. Escrevi que não haviam muitas coisas acertadas, mas o fato é que, apesar de ainda um tanto obscuro e extra-oficial, existem mais informações do que as que escrevi no começo da semana.

Pois bem, David Richards, feliz com o sucesso do carro, disse que já tem oito unidades vendidas, seja para disputar o WRC, seja para disputar os campeonatos regionais de rali (já que os novos S2000 não estão homologados para correr nos campeonatos nacionais no próximo ano). E também declarou que a Prodrive pode ter quatro carros privados junto com os dois Minis da equipe oficial -um, já definido, pilotado por Kris Meeke e o outro quase que certamente pilotado por Dani Sordo.

Não foi oficialmente anunciado que o programa da Mini foi antecipado. Mas, ao que parece, o Rali de Portugal -no dia 27 de Março-, e não mais o Rali da Itália -5 a 8 de maio-, seria a data para a (re-)estreia dos carros ingleses no WRC. Não que tenha sido anunciado na época, mas Itália havia sido a data estimada para a estreia da equipe. O fato é que todos os programas privados contariam onze etapas para a temporada que vem -e não faria muito sentido ver equipes privadas correndo sem que a equipe oficial também estivesse presente.

Sobre equipes e pilotos… Pelo menos uma equipe privada parece já ter fechado um Mini Countryman. É a tradicional Grifone, que um dia colocou Valentino Rossi para correr no Rali da Grã Bretanha (em 2002). Os italianos adquiriram um Countryman e correrão um programa de onze ralis tendo Luca Rossetti, o atual campeão europeu, como seu representante no programa que se inicia no Rali de Portugal.

Programa semelhante é o negociado pelo brasileiro Daniel Oliveira, que, pelo que informa a imprensa portuguesa, também parece bem próximo de um acordo com a Prodrive para se tornar o primeiro brasileiro a cumprir um programa desta magnitude num campeonato mundial. Oliveira competiu no International Rally Challenge na última temporada, pilotando o Peugeot 207 da equipe de Manfred Stohl e somou 2 pontos -sétimo na etapa de Curitiba. O piloto brasileiro teria como navegador o português Carlos Magalhães.

Este mesmo programa é o negociado por Armindo Araújo, o português que se sagrou bicampeão da classe Production do Mundial de Rali, o PWRC, na última temporada. Com estreia no Rali de Portugal, seria interessante para o luso começar por ali uma eventual campanha no Mundial. Mas, para isso, Araújo teria que levar alguns patrocínios para viabilizar a sua vaga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: