Pular para o conteúdo
06/01/2011 / Marcio Kohara

Hoje no Dakar – etapa 4 – Jujuy a Calama

Hoje no Dakar 2011… os pilotos saíram de Jujuy -na Argentina- e rumaram a Calama -já no Chile-, num trajeto de 554kms, sendo 224 deles cronometrados. A quarta etapa do Rali Dakar teve como principal característica a altitude.

O destaque do dia, certamente, foi a vitória do espanhol Marc Coma (KTM), com vantagem de 16 segundos sobre o francês Cyril Despres (KTM). Com este resultado, o espanhol assumiu a liderança geral da categoria motos por apenas dois segundos. O chileno Francisco Lopez Contardo (Aprilla) aparece na terceira posição. José Hélio é o melhor brasileiro na classificação geral. Depois de chegar em 14º na etapa do hoje, ficou em oitavo na geral. Já Jean Azevedo (KTM) ficou em 16º na etapa de hoje e está na 17ª posição na geral.

No massacre que a Volkswagen vem imprimindo mais uma vez na categoria carros, o espanhol Carlos Sainz, mais uma vez, foi o vencedor da etapa. Com isso, ‘El Matador’ amplia a vantagem para o catariano Nasser Al-Attiyah, também com o mesmo equipamento. O único intruso da festa dos carros azuis é o BMW X3 do francês Stephane Peterhansel, em terceiro na etapa e na geral. Completando os cinco primeiros, os Touaregs de Giniel de Villiers e Mark Miller. O melhor brasileiro da categoria carros é Guilherme Spinelli (Mitsubishi), em décimo na etapa e em oitavo na geral, enquanto Marlon Koerich (Mitsubishi) ficou em 33º na etapa e é o 28º na geral.

A cena curiosa do dia foi o resgate de Robby Gordon, que acabou saindo da pista ainda no começo da especial. Apesar de equipado com um imenso Hummer, quem acabou salvando o dia do norte-americano foi um Fiat 147/Spazio que ajudou no resgate de seu carro. Veja as imagens:

Apesar do atraso, Gordon garante que segue na competição.

Nos caminhões, mais uma vitória de Vladmir Chaguin (Kamaz), que assim amplia a sua vantagem na geral.

Amanhã os pilotos seguem de Calama a Iquique que fica no litoral norte do Chile. Será um trecho em que a caravana enfrentará 428km de cascalho e dunas, nos desafios que o deserto do Atacama apresenta aos competidores antes que eles cheguem à cidade portuária.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: