Pular para o conteúdo
18/05/2011 / Marcio Kohara

Um piloto prestigiado virando abóbora

Eis que hoje a Force India soltou uma nota dizendo que a equipe está inteirada do assunto e que Adrian Sutil será mantido no cargo depois da confusão armada na boate M1NT de Xangai. Para quem ainda não está ligado na rádio Caras/Contigo/Quem/Ego do Paddock, diz-se que o alemão filho de uruguaios, acompanhado de amigos (como Lewis Hamilton), teria quebrado uma taça de champanhe no pescoço de Eric Lux, executivo da Genii -que vem a ser a sócia gestora da Renault (que muitos ainda estão com a mania de chamar de Lotus, não sei por que diabos. Alguém chama a ‘Marussia Virgin’ de ‘Marussia’? E a Marussia, diferente da Lotus, é sócia da equipe de Richard Branson).

Se no dia ficou tudo por isso mesmo, agora o executivo está com sede de vingança e promete ir aos tribunais cobrar uma indenização de 10 milhões (sim, de doletas) e não descarta nem espalhar a lama no ventilador -ou seja, ainda pode sobrar pra Lewis. Enfim, o que Lux tem na cabeça para pedir só agora, depois de quase um mês que tudo aconteceu?

Digamos que a momento ruim do alemão perdura desde o ano passado, quando ele tentou bagunçar o mercado e conseguir uma vaguinha numa equipe maior para esta temporada. Ele e seu empresário ficaram marcados pela Rádio Paddock como os responsáveis pelos inúmeros rumores que tiravam Robert Kubica e Vitaly Petrov da (ahá!) Renault no ano passado. A ideia, era, claro, ele assumir a vaga. Mas, como podemos perceber depois de ver o resultado da dança das cadeiras, toda essa bagunça não deu certo e Sutil virou um alvo do mercado. Então toda esta bagunça armada por Lux pode ser uma fumaça para vingar a movimentação da temporada passada? É uma possibilidade. E vai na canela do alemão.

Bom, se eu fosse o pianista, ficaria preocupado. Em primeiro lugar, há o mau momento técnico que tem vivido nesta temporada, quando está andando atrás de seu companheiro de equipe, o novato Paul di Resta. E aquele piloto promissor e arrojado que parecia surgir na Spyker/Force India há alguns anos e vinha moendo companheiro de equipes parece ter ficado no passado.

E, claro, existe a atitude meio de diretoria de clube de futebol da Force India. Essa notinha de hoje pareceu daqueles times que tem um técnico com maus resultados e logo avisa à imprensa que a diretoria está de olho, mas o fulano de tal está ‘prestigiado’. Claro, o time não vence no jogo seguinte e o técnico vai para o olho da rua. A nota à imprensa da Force India tem essa conotação. Ainda mais que Nico Hulkenberg está no banco, pronto para entrar em campo.

O futuro de Sutil? Bom, agora ele enfrenta um cenário de altíssima pressão. Até mais complexo do que o caso Lux, o problema é dentro da pista. E se não conseguir produzir, começa a se complicar. Se não no próximo GP -Mônaco, na semana seguinte-, no Canadá o barco pode naufragar de vez. E aí pode ser o fim da carreira do alemão na F1, que prometeu muito e parece estar virando abóbora.

2 Comentários

Deixe um comentário
  1. Ron Groo / maio 18 2011 4:44 pm

    Depois dos comentários do Ico no blog dele, eu fiquei com uma sensação de que a briga é um tipo de promoção barata e de mal gosto.

    Mas vai saber.

    • Marcio Kohara / maio 20 2011 7:13 pm

      Pode ser. Mas a hipótese de revanchinha do Lux contra o Sutil ainda me parece mais logica.

      O problema do Sutil é na pista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: