Skip to content
15/11/2011 / Marcio Kohara

O fim do campeonato e a falta que as derrapadas fazem.

Bom, fim da temporada do WRC. Seb Loeb, com o oitavo título, se torna o maior campeão da história dos campeonatos FIA, numa batalha que Jari-Matti Latvala já tinha adiantado, não ia durar todo o fim de semana. Mikko Hirvonen bateu ainda na sexta-feira e acabou sendo obrigado a abandonar. No domingo, Sebastien Loeb bateu num outro carro enquanto se dirigia a uma outra especial e também foi obrigado a abandonar.

Talvez a história mais curiosa em todo o final de semana foi que o responsável pela condução do carro que bateu em Loeb era um dos grandes amigos de Dani Sordo, que notoriamente não tem em Loeb um dos seus amigos do peito. Claro que não foi isso que provocou o acidente, mas seria mais uma história inacreditável do automobilismo se este acidente tivesse tirado o título do francês.

Mas, pra começar a semana, posto um vídeo que não tem nada a ver com isso. Um detalhe que tem feito falta nos últimos anos do rali é exatamente o que mostra o vídeo a seguir. Drifts. Escorregadas. A nova cartilha de pilotagem de rali simplesmente acabou com a pilotagem mais agressiva. Agora, todos pilotam como se fossem pilotos de fórmula. Há dez anos, era comum ver os carros dançarem pela pista, mas hoje isso quase acabou. Uma pena.

Ainda bem que momentos assim foram guardados para a memória. Divirta-se.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: